Buscar por:  

Assine o RSS

Voltar 06/05/2013 - http://www.agrolink.com.br

Uma Agrishow cada vez mais sustentável

O maior evento do agronegócio da América Latina quer ser também o mais sustentável. É essa a proposta do projeto “Agrishow Sustentável” realizado pelo segundo ano na AGRISHOW (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação), que ocorre entre os dias 29 de abril a 03 de maio, em Ribeirão Preto (SP).

O projeto engloba uma série de ações de responsabilidade ambiental, envolvendo organizadores, expositores, fornecedores, visitantes e sociedade. O projeto, que tem uma via preventiva e outra corretiva, visa minimizar os impactos que existem com a realização da feira, divulgar boas práticas ambientais e cases sustentáveis, e neutralização da emissão de carbono. 

Em um estande de 600 m² estão sendo apresentados cases de empresas de diversos elos da cadeia do agronegócio com produtos, serviços e processos sustentáveis. O próprio estande será autossustentável com um protótipo que gera energia solar e térmica para o funcionamento do espaço.

O público poderá carregar gratuitamente seus celulares e outros dispositivos eletrônicos em pontos de energia solar e conhecer um Porsche híbrido (há somente oito no Brasil) e um ônibus híbrido.

“Com o projeto ‘Agrishow Sustentável’ queremos estimular as pessoas sobre o papel da educação responsável. Isso diz respeito não só às boas práticas de sustentabilidade e sua difusão. Trata-se da mudança de paradigmas numa linguagem que os empresários entendem bem: negócios. O estande da Agrishow Sustentável é um espaço onde estarão expostas empresas que no seu metiê de negócios, produtos, serviços ou processos produtivos praticam a filosofia da economia verde, da sustentabilidade econômica, social e ambiental. Ou seja: são cases em que comprovamos que é possível e mais inteligente gerar lucro de forma ambiental e socialmente responsável e sustentável”, afirma a diretora de Responsabilidade Ambiental da Abimaq, Alessandra Bernuzzi, coordenadora do projeto “Agrishow Sustentável”.


Coleta seletiva

A edição deste ano da Agrishow terá coleta seletiva de papel, plástico e metal. Mais de 300 lixeiras, fornecidas pela empresa Macboot e pela Leão Leão, responsável pelos serviços de limpeza do evento, estão espalhadas pela feira para o descarte dos resíduos. A separação, pesagem e destinação dos materiais reciclados estará a cargo da Associação Caminhando para o Futuro, de Ribeirão Preto.


Cartilha de boas práticas

Para estimular boas práticas de sustentabilidade para a participação em eventos, os expositores da Agrishow receberam cartilhas com dicas para a concepção de estandes ecologicamente corretos, medidas de eficiência em consumo de água e energia, entre outros. Ao final do evento haverá coleta de banners descartados pelos expositores, que serão usados para a confecção de brindes ecológicos por uma empresa que participa do espaço Agrishow Sustentável.

“Ao tornar pública nossa preocupação com a sustentabilidade do evento, ao promover medidas de orientação quanto a adoção de práticas sustentáveis, adentrando para a exposição de ideias e tecnologias com foco na preservação dos recursos ambientais, demos um passo importante para transformar a Agrishow em um modelo de evento sustentável”, ressalta Alessandra.

A consultoria ICF Internacional fará o inventário de emissões de gases de efeito estufa da Agrishow, que será compensado com o plantio de mudas em parceria com a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto em um projeto de arborização da cidade.


Papa pilhas

Em sua 15ª participação na Agrishow, o Santander leva para feira, este ano, o Papa-pilhas – programa de reciclagem de pilhas, baterias e celulares. Desde que foi criado, em 2006, mais de 760 toneladas de materiais foram recolhidas e recicladas pelo programa. Durante os cinco dias de evento, os participantes poderão descartar esses materiais em quatro coletores distribuídos pelo local.

Todo o material coletado será enviado para a cidade de São José dos Campos (SP), onde passa por uma triagem. Nesse processo, as pilhas são separadas por marca e encaminhadas para a reciclagem. Já os aparelhos celulares passam por um processo de descaracterização, pelo qual são destruídos e triturados. Esses resíduos são encaminhados para a reciclagem, que é feita por uma empresa especializada, localizada na Bélgica.

“Além de fechar negócios na Agrishow 2013, queremos também deixar uma mensagem importante para a sociedade. Com atitudes simples, como essa, de descartar corretamente o que consideramos lixo, podemos contribuir de forma efetiva para preservação do nosso planeta. Os materiais coletados pelo Papa-Pilhas quando depositados em lixões e aterros sanitários levam séculos para se decompor, podem vazar e contaminar os lençóis freáticos, o solo e os rios, causando danos às pessoas e à biodiversidade”, alerta Paulo Duailibi, Superintendente Executivo de Produtos do Santander.
by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2020 Todos os direitos reservados.

Av. Jabaquara, 2925 - Mirandopolis - CEP: 04045-902 - São Paulo/SP
Tel: (11) 5582-6367
E-mail: ra@abimaq.org.br